quarta-feira, 4 de julho de 2018

Soldado pede afastamento da PM após vídeo em que beija um homem

O soldado da Polícia Militar de São Paulo Leandro Barcellos Prior, de 27 anos, pediu afastamento de suas atividades profissionais após a divulgação de um vídeo em que aparece beijando outro homem. Após a veiculação da imagem, ele teria recebido ataques homofóbicos virtuais e ameaças de morte.

No vídeo, o rapaz aparece mexendo no celular e conversando com um amigo enquanto ambos estão dentro de um vagão da Linha 3-Vermelha, no sentido Corinthians-Itaquera. Em determinado momento, eles trocam um “selinho”. Durante a ação, ele está vestindo o fardamento da polícia, no qual está identificado como “SD PM Prior”.

Ameaças
Beraldo afirmou que um boletim de ocorrência será registrado ainda nesta terça-feira 3 para denunciar os ataques e as ameaças de morte recebidos por Prior. Segundo ele, a maioria das ameaças é de desconhecidos, inclusive de supostos policiais de “alta patente”. “É um crime de ódio. Ele não pode ser hostilizado. É um crime homofóbico gravíssimo”, disse o defensor.

Devido às ameaças, Prior fechou os perfis que mantinha em redes sociais e, ainda, trocou de número de telefone. “Estamos pedindo rigor nas investigações. Posso garantir que ele sempre honrou a Polícia Militar, sempre honrou a farda”, afirmou o advogado. (Veja online)


Nenhum comentário: