sábado, 30 de junho de 2018

Sindicatos criticam decisão sobre contribuição; empresários aprovam

As federações de trabalhadores, sindicatos, etc., claro, estão contra a decisão do supremo, isto porque, não terão mais esta receita para financiar seus gastos. Para se ter uma ideia, um trabalhador que ganha um salário mínimo, era descontado anualmente R$30,80 (trinta reais e oitenta centavos) para financiar sindicatos.

Agora, os sindicatos terão que sobreviver da contribuição facultativa deste dia, ou da contribuição de 1% de cada trabalhador, que no caso seria R$ 9,54 por mês. Para sindicatos de cidades pequenas, não terão como pagar aluguel, funcionários, etc. 

Nenhum comentário: