Informações educativas

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

PMDB não aceita PT no comando da Câmara e promete derrotar o governo

Pintado para a guerra O PMDB capitaneou a derrubada do decreto dos conselhos populares com um objetivo claro: cortar na raiz a movimentação do Planalto contra a candidatura de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) a presidente da Câmara. 

“A votação mostra que a Câmara tem maioria contra o PT e não aceita o PT no comando”, diz o deputado. Ele promete repetir a dose se Dilma Rousseff insistir no plebiscito da reforma política. “Vamos derrubar tudo. Nada disso vai passar. Vamos derrotar o governo”, desafia.

Cola na cadeira Renan Calheiros (PMDB-AL), que também defendeu a derrubada do decreto de Dilma, teria outro objetivo: ganhar apoio em seu partido e na oposição para disputar a reeleição à presidência do Senado.

Boca aberta Renan e outros senadores do PMDB deram um aviso ao vice-presidente Michel Temer: querem manter seus cargos no governo e abocanhar os que os peemedebistas da Câmara, rebelados, devem perder.


Bom dia

Quem nasceu pra lagartixa, nunca chega a jacaré.

Botou no lugar

Repórter perguntou a Camilo Santana em entrevista a TV Verdes Mares, como ele trataria o tal de Capitão Vágner, na Assembleia. -  Que nem os outros deputados, foi a resposta mansa e bem educada do Governador eleito.

Falar em traíra


Cid Gomes, antes do pleito foi a Caririaçu fazer uma visita às obras de construção de uma adutora que vai levar água do açude Carneiros pro alto da serra, que morre de sede.

Traíra, não
Falou a interlocutores que iria ver a estação elevatória. Foi quando o Prefeito João Marcos perguntou se poderia ir no carro com ele. Cid, elegantemente foi na jugular: - Não. Vá no seu carro. Na vida só me traem uma vez.

Aviso aos puxa-saco

Camilo Santana volta esta semana para a Assembleia do Estado onde é deputado. Aceita cumprimentos, sim, mas ainda não está recebendo currículos nem perdoando detratores.

Pobre não mais aceita a pobreza


TRE orienta errado os eleitores

Nas seções eleitores, eleitores afirmaram que viram cartazes "ensinando" a votar primeiro para Presidente, depois governador. Ora, quem não prestou atenção, tacou o 13 lá e confirmou achando está votando em Dilma.

Já imaginou quantas pessoas votou em Camilo pensando está votando em Dilma? Camilo foi sortudo na coincidência de números.

‘Governo seminovo, aliados velhos’, eis o slogan que assedia a presidente reeleita

O segundo mandato de Dilma começa em 1º de janeiro de 2015. Portanto, os ministros terão de ser escalados antes do Natal. Além de tourear PT e PMDB, Dilma terá de satisfazer os apetites de outras legendas. Por exemplo: o PDT do ‘faxinado’ Carlos Lupi, o PR do presidiário Valdemar Costa Neto e o PP do falecido José Janene, que mordia propinas na diretoria de Abastecimento da Petrobras.
Vivo, Cazuza talvez entoasse a canção ‘O Tempo não pára’ ao observar o que se passa em Brasília. Diz a letra: “Eu vejo o futuro repetir o passado
/ Eu vejo um museu de grandes novidades 
/ O tempo não para / 
Não para, não, não para…”

Corpo é encontrado em estado avançado de decomposição em Olho D'aguinha dos Freires, Ipueiras


Nas primeiras horas desta terça-feira (28/10) a Polícia de Ipueiras foi acionada para um ocorrência de achado de cadáver na localidade de Olho D'águinha dos Freire, zona rural do município. 

Por volta das 9h a composição dos militares formada pelo Sargento Bonfim e Soldados Salgueiro, Rodrigues e Bosco foram até o local e constataram o fato. 

Segundo populares, a vitima era conhecida apenas pelo nome de Raimundo, o qual era andarilho e não mantinha qualquer contato com a comunidade vivendo isolado pela região. Ele não portava documentos e não tinha parentes na região. 


O local é de difícil acesso, foi isolado e a pericia acionada. O corpo foi levado para o IML de Sobral e as evidencias levam a crer que se trata de morte natural. (Ipu Notícias)

Deputado João Jaime atribui vitória do Camilo aos eleitores menos esclarecidos

Oposição de Cid Gomes (Pros) na Assembleia criticou ontem o uso “violento” da máquina pública na eleição de Camilo Santana (PT). Em meio ao debate, o deputado João Jaime (DEM) ressaltou vitória de Eunício Oliveira (PMDB) na Capital, atribuindo a isso “maior esclarecimento” dos fortalezenses. 

“Se você pegar o mapa do Ceará, vai ver que onde a máquina poderia influenciar mais, onde tinha prefeitos que apoiavam o governador vitorioso, ele teve maioria. Aí quando pega Região Metropolitana de Fortaleza, principalmente Fortaleza, onde as pessoas são mais esclarecidas, a pisa (vitória por ampla margem) foi muito grande”, disse.

Projeto aprovado desburocratiza importação de maconha para uso médico

Se a pessoa for flagrada com droga ilícita em quantidade suficiente para o uso por até cinco dias, ela deve ser enquadrada como usuária e não traficante, à exceção que outros fatos apontem para o contrário. A proposta segue para  análise da Câmara dos Deputados.

O texto também pretende desburocratizar a importação de substâncias presentes na maconha para fins medicinais, reorganizar o atendimento aos dependentes e definir formas de uso dos bens de traficantes.

Como exemplo, cita pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que identificou 16 pedras de crack como padrão de uso diário nas capitais: ou 80 pedras por cinco dias. O senador descartou que a ideia seja liberar o porte de drogas, que continua crime na proposta, mas minimizar a subjetividade na diferenciação entre usuários e traficantes. Na avaliação dele, acaba sendo influenciada por questões sociais e econômicas da pessoa pega com drogas.

O critério para a proteção do usuário foi incluído após solicitação do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que sugeriu quantidade maior de drogas, para o consumo por até 10 dias, segundo o relatório. 

Tecnologias podem amenizar seca

Em meio à crise de abastecimento hídrico provocada pelo terceiro ano consecutivo de seca no Estado, novas tecnologias de obtenção de água limpa surgem como alternativas para amenizar os efeitos da falta de chuva.

Entre os sistemas apresentados como opção para o enfrento à falta d'água estão desumidificadores (que retiram a umidade relativa do ar e a convertem em água) e dessalinizadores. "Temos a intenção de mostrar todas as possibilidades que desenvolvemos, tentando chamar a atenção para qual dessas soluções é mais indicada à realidade do Estado", observa Lemos.

Cinturão digital: 105 municípios são beneficiados no CE

Hoje, todas as cidades do Ceará com mais de 50 mil habitantes contam com o recurso, além de outras de menor porte, totalizando 105 prefeituras beneficiadas. Ao todo, 1,6 milhão de pessoas fazem proveito do sistema, seja utilizando-o em casa ou em órgãos públicos.

“Não é possível fazer nos 184 municípios agora porque a quantidade de investimento necessário para levar a todos os que ainda faltam é maior do que já foi gasto até agora para levar aos 105 municípios que usufruem da estrutura. 

O investimento vai aumentando à medida que o município é mais remoto em relação ao mapa do cinturão”, explica o presidente da Etice. Um dos principais critérios para a implantação do CDC é a quantidade de pessoas na localidade.


As prefeituras podem utilizar a estrutura do CDC pagando o valor de R$ 20 por megabyte transferido. Antes do Cinturão, o preço era de R$ 600 por mega. É preciso, ainda, comprar a internet dos fornecedores, que cobram, em média, R$ 47 por mega entregue.


Recurso contra cassação do deputado Vargas (PT) é adiado

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ) transferiu para terça-feira (4), às 14h30, a discussão e votação do parecer do deputado Sérgio Zveiter (PSD-RJ) ao recurso do deputado paranaense André Vargas (sem partido). Vargas quer anular a decisão do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar que aprovou a cassação do mandato dele. Ontem, foi a quarta vez que a CCJ tentou votar o parecer de Sveiter.
O adiamento ocorreu porque o deputado José Mentor (PT-SP) pediu vista do parecer. O petista negou que o pedido de vista tenha sido uma medida protelatória, destinada a adiar a votação do parecer. Ele disse que é para analisar melhor o parecer, que considera superficial e sem fundamentação.