Informações educativas

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Há 103 anos nascia Mário Lago


Oferta de emprego

O Google anda oferecendo dinheiro pra quem quiser trabalhar em casa, no computador,para eles lá. Pra mim nada de novidade. Só que não acredito em quem diz porque escolheu o Brasil pra ajudar a vender seu peixe...

Motivação
Aí o Google diz: “Por que o Brasil? Porque o Brasil é um dos países mais a favor dos negócios, um dos menos corruptos e menos tributados no mundo.” Impossível acreditar num negócio desses.


Bom dia

A frase: “Quem come do meu pirão...engorda e quase sempre some”. Atualizando os adágios.

Esquecidinho

 Acusado de receber R$ 1 “milhãozinho” da máfia da Lava Jato, o senador Humberto Costa, que “colocava tapete vermelho” para o delator P. R. Costa, diz que nunca o viu!...

Polícia apreende menor que matou a facada homem durante uma seresta em Ipu

O jovem de iniciais E.L.S. foi levado por uma guarnição da Polícia Militar, composta pelos Policias Sargento Ferreira, Sd's Ramos, Barbosa, F. Júnior e Lucas Braga juntamente com o Conselho Tutelar para a Vara da Infância e Juventude de Ipu, de lá foi encaminhando para a Delegacia de Polícia Civil de Plantão, onde foi lavrado um BCO (Boletim Circunstanciado de Ocorrência) por homicídio culposo, quando há intenção de matar.

De acordo com a polícia, o menor foi encontrado na frente de sua residência na Rua Maranhão no bairro Pereiros em Ipu (CE), e não resistiu à apreensão. A arma usada no crime não foi encontrada com ele. (reveja a matéria)

Leonardo Alves foi esfaqueado na altura do abdômen após uma discussão durante uma seresta que ocorria na localidade de Sítio Cajueiros. Ele morreu no local. Conforme registro do Destacamento de Polícia Militar de Ipu, o caso ocorreu por volta das 23h30min do último domingo (22/11).

Segundo informações da Polícia, o menor entrou armado na seresta e, na hora que avistou a vítima a qual havia uma desavença antiga, partiu para a discussão que acabou em assassinato. Cabe agora a Justiça encaminha-lo a uma Unidade de Internação para Menores Infratores, mais próxima. (Fonte: Ipu Notícias)


Aliados chantageiam Dilma escancaradamente

O que assusta na marcha resoluta de Dilma Rousseff rumo ao arcaico é sua crueza explícita. Se a sessão mais recente do Congresso serviu para alguma coisa foi para informar à presidente reeleita que ela não deve esperar nenhuma colaboração altruísta dos seus aliados. Ficou entendido que, no segundo mandato, os sócios do empreendimento governista enquadrarão a presidente da República em três leis: a lei da oferta e da procura, a lei do mais forte e a lei da selva.
O fato de os partidos aproveitarem a hora para exigir definições sobre o rateio dos ministérios e otras cositas não deveria surpreender o Planalto. O pessoal está apenas exigindo a consideração que Dilma não demonstrou no primeiro mandato, quando ainda se achava uma gerente extraordinária. A presidente encomendou uma meia-sola para disfarçar o rombo nas contas de 2014. Os aliados querem ajudar. Mas exigem recompensa compatível com o valor do conserto —são regras do mercado persa.
Além do PMDB, estavam subrepresentados na sessão do Congresso outras legendas cujo governismo anda meio cansado, dependendo de uma vitamina para revigorar-se. O PP, por exemplo, desfilou no plenário apenas 23 cabeças. O PR, 17. E o PSD, 26. Reduzido à rara condição de general sem tropa, Renan reconheceu a ausência de infantaria, enfiou a empáfia no saco, encerrou os trabalhos  e convocou nova batalha para terça-feira, já em pleno mês de dezembro, a 20 dias do recesso parlamentar.
Tramada e executada com esmero, a ausência de governistas na sessão do Congresso foi uma mensagem do lado mais forte para o mais fraco. E no Brasil de Brasília, os partidos governistas chegaram à conclusão de que o lado politicamente mais fraco é a presidente da República que acaba de ser reeleita. Chantageada assim, à luz do dia, Dilma terá de decidir rapidamente que tipo de papel deseja desempenhar nos próximos quatro anos: presidente ou refém? (Josias de Souza)

O 'nerd' que acertou 95% do Enem e ficou famoso no Brasil inteiro

João Vitor acertou 172 questões das 180 que compõem o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O equivalente a 95,5% de acertos. Mas João Vitor Claudiano dos Santos, 16, aluno do 2º ano da Escola de Ensino Médio Governador Adauto Bezerra, ainda não consegue mensurar o significado do feito.
A nota final ainda depende do desempenho na Redação, que João acredita ter sido a mais difícil das avaliações.
“Sempre ouvi falar da dificuldade que é o Enem e tinha medo. Mas quando vi, sinceramente, achei muito fácil. Quando corrigi pelo gabarito, não fiquei assustado, apenas lamentei pelas oito (questões erradas)”, diz com a simplicidade de quem dormia em média quatro horas por dia para garantir o bom desempenho, que ele credita também ao apoio recebido dos professores.

João, cujo maior orgulho é ter estudado a vida toda em escola pública, ainda não sabe se irá cursar o 3º ano, mas quer fazer Ciências Biológicas. Criado pela mãe, a aposentada Ana Maria Santos, morador do bairro Vila União, quarto de cinco irmãos, João será o primeiro da família a ingressar no ensino superior. Os estudos foram, para ele, a forma de transformar o próprio destino. “Sou um garoto que não conheceu o pai, que sempre sofreu bullying por ser nerd, por causa do cabelo, do sapato, da magreza. O estudo não combateu minha timidez, mas me ajudou a ser feliz”. 

Bloco de Dilma nega quórum para jeitinho fiscal


Sob pressão de parlamentares da oposição, o presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL), viu-se compelido a encerrar a sessão convocada para votar o projeto que institui o jeitinho fiscal, autorizando o governo Dilma Rousseff a fechar suas contas de 2014 no vermelho. À espera de uma definição do Planalto sobre o novo rateio dos ministérios, o bloco governista não compareceu ao plenário na quantidade exigida pelo regimento.
Renan ainda tentou esticar a sessão. Mas deputados do DEM e do PSDB revezaram-se nos microfones para constrangê-lo. A certa altura, o presidente do Congresso se deu conta de que guerreava sem infantaria. Deu por encerrados os trabalhos. E convocou nova sessão para a terça-feira da semana que vem. O governo dispõe de cinco dias para pacificar sua tropa.

Greve nas universidades estaduais

A greve dos professores das universidades estaduais do Ceará, iniciada em 17 de setembro passado, pode ter os rumos decididos na manhã de hoje, com a realização de uma assembleia da categoria. 

Na ocasião, os profissionais paralisados definirão sobre a manutenção ou a suspensão do movimento. A instituição não tem data para concluir o semestre letivo de 2014.2.

Campanha de cearenses foi a mais cara do PaísCampanha de cearenses foi a mais cara do País

Camilo e Eunício gastaram juntos, despesa totais de R$ 100,2 milhões. Por isso, as informações serão auditadas pela Justiça Eleitoral e pelo Ministério Público, que vão querer saber se a despesa informada é compatível com o tamanho da campanha que foi para a rua.  

A campanha do Ceará foi mais cara até do maior Estado do país, São Paulo.

Suspeita de matar quatro ex-namorados, "Viúva-Negra" é presa

Suspeita de assassinar quatro homens com os quais se relacionou nos últimos 14 anos, uma mulher de 46 anos que ficou conhecida na cidade de Caçador (SC) como Viúva-Negra foi presa preventivamente na terça-feira, 25.

Ministério Público recomenda suspensão de vaquejadas no interior do Ceará


O Ministério Público do Ceará (MP-CE)  pede a suspensão dos eventos devido à situação de seca nas regiões. O documento foi assinado na última segunda-feira, 24, pelo promotor de Justiça - Geraldo Laprovítera.

O pedido é destinado aos que promovem, competem ou participam de qualquer forma das vaquejadas, amadoras ou profissionais; aos órgãos do Poder Executivo dos Municípios; e às autoridades policiais. A recomendação requer suspensão imediata com duração até o final da quadra invernosa de 2015, período que serviria para que os animais pudessem voltar a condição de normalidade.

Maior repasse de verbas para prefeituras é aprovado

Os municípios brasileiros terão um aumento nos recursos transferidos a eles mensalmente pelo governo federal. A Câmara aprovou, ontem, de forma definitiva, a proposta de emenda à Constituição que eleva em um ponto percentual, até 2016, o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). 

O reajuste injetará mais de R$ 3,8 bilhões nos cofres das prefeituras nos próximos dois anos. 

Avança ação para reajustar salários dos Ministros do Supremo

Pela manhã, a Comissão de Finanças aprovou o projeto que elevam o salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) de R$ 29,4 mil para R$ 35,9 mil ao mês - alta de 22%. O contracheque do STF representa o teto do funcionalismo público.

Embalados por esses projetos, os congressistas também irão negociar com o Executivo o aumento do salário de Dilma, Temer, dos ministros de Estado e dos 594 integrantes da Câmara e do Senado. O impacto previsto aos cofres públicos irá superar o valor de R$ 1 bilhão ao ano.

Há duas propostas, a primeira eleva o contracheque de todos de R$ 26,7 mil para R$ 33,7 mil - 26% de elevação, o que representa índice aproximado do acumulado da inflação entre o início de 2011, data do último reajuste, e agora. A segunda iguala os contracheques aos que os ministros do STF devem receber - ou seja, R$ 35,9 mil, alta de 34%. (DNordeste)